Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Blog Panelinha Fit

 

A obesidade é apenas um dos problemas causados pelos maus hábitos alimentares. Comer mal aumenta o risco de doenças cardiovasculares, câncer, diabetes, pressão alta, entre outras patologias. 

Para uma boa alimentação diária, você deve se preocupar em ingerir alimentos dos diferentes grupos, conforme recomendado na pirâmide alimentar, consumi-los na quantidade necessária, sem exageros ou privações, e priorizar os que são mais saudáveis, comendo em proporção menor os gordurosos e industrializados. 
 

Confira quais são os maus hábitos alimentares mais prejudiciais ao organismo: 


1 – Não ter uma alimentação balanceada 

 

Na década de 1990 foi criada nos Estados Unidos uma pirâmide alimentar para mostrar quais nutrientes devem ser ingeridos durante o dia de forma a garantir uma alimentação balanceada. Alguns nutricionistas brasileiros adaptaram essa pirâmide à realidade do nosso país, e desde então ela tem servido de base para quem quer investir num cardápio saudável.

Ao contrário do que se pode imaginar, evitar maus hábitos alimentares não significa deixar de comer alimentos como gorduras e açúcares. A pirâmide alimentar contempla os oito grupos de alimentos e todos podem estar na alimentação diária, desde que respeitando as quantidades recomendadas. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), um adulto deve consumir os nutrientes indicados do seguinte modo: 

 

 

 

Alimentos

Calorias por porção

Número de porções diárias

Grupo 1

Cereais, pães, raízes e tubérculos

150

8

Grupo 2

Hortaliças

15

3

Grupo 3

Frutas e sucos de frutas

70

3

Grupo 4

Leites, queijos e iogurtes

120

3

Grupo 5

Carnes e ovos

130

2

Grupo 6

Leguminosas

55

1

Grupo 7

Óleos e gorduras

120

2

Grupo 8

Açúcares e doces

80

2

 

2 – Exagerar na quantidade de comida

 

Comer demais pode ser sinal de compulsão alimentar, podendo levar à obesidade e, consequentemente, a outros problemas de saúde. Muitas vezes esse transtorno tem como causa o estresse ou a depressão. Por isso, é preciso tratá-lo com uma equipe de especialistas, incluindo profissionais de saúde mental.

Independentemente de ter ou não compulsão alimentar, comer além do necessário está entre os maus hábitos alimentares e tende a ser um problema. Além de causar doenças metabólicas, cardíacas e distúrbios hormonais, o estômago pode se acostumar com um volume muito maior de comida e será difícil voltar a comer nas quantidades adequadas. 

 

3 – Consumir muitos açúcares 

 

Açúcares e doces devem ser consumidos com moderação. Eles são compostos quase em sua totalidade por carboidratos simples, que são rapidamente absorvidos pelo organismo. Por essa característica, tendem a alterar bruscamente a glicemia e a liberar grandes quantidades de insulina, o que pode acarretar em diabetes tipo 2.

O ideal é evitar acrescentar açúcar em alimentos já preparados e comer doces moderadamente. 

 

4 – Comer muitos alimentos processados e embutidos

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera desde 2015 às carnes processadas como alimentos cancerígenos. As comidas industrializadas – processadas e embutidas – têm em sua composição diversas substâncias químicas desconhecidas pelo nosso organismo. Devido a isso, elas podem inclusive comprometer o sistema imunológico e causar alergias. 

 

5 – Beber pouca água 

 

Beber pouca água também está entre os maus hábitos alimentares, uma vez que o líquido é essencial para o funcionamento dos órgãos. Durante um dia, são perdidos aproximadamente dois litros de água pela transpiração, urina, respiração, entre outras atividades. Por isso, deve-se beber em média dois litros diariamente. 

O ideal é que não se espere sentir sede para beber água – quando você sente sede, a quantidade de líquidos no corpo já está abaixo do nível necessário. A falta de água pode causar, além de doenças, fraqueza, cansaço e tontura. Vale lembrar que outros líquidos como chás, sopas e sucos entram na conta dos dois litros de água necessários por dia.


6 – Poucas fibras

 

As fibras não fornecem calorias ao corpo, não há desculpa para deixar de incluí-las na alimentação. Elas diminuem a absorção de gorduras, açúcares e colesterol e ainda ajudam na sensação de saciedade. 

Ter como objetivo comer fibras garantirá inserir alimentos mais saudáveis no cardápio, uma vez que elas estão presentes nas frutas, cereais, leguminosas e hortaliças.


7 – Comer antes de dormir

 

Comer antes de dormir estimula a produção de hormônios, podendo alterar o ritmo diário do organismo e causar aumento de peso. Outro problema comum de ingerir alimentos muito tarde é o refluxo, que causa náusea, indigestão e pode inclusive ajudar no desenvolvimento de câncer de esôfago.


8 –  Ingerir líquidos durante as refeições

 

Ingerir líquidos durante a alimentação pode fazer com que a comida não seja bem mastigada, atrapalhando o processo digestivo. O ideal é que as bebidas sejam consumidas 30 minutos antes ou 60 minutos depois das principais refeições. 

Além disso, beber enquanto come influencia no controle da fome, comprometendo a sensação de saciedade. Isso porque ingerir líquidos durante a alimentação pode distender a parede do estômago, dando a impressão de que ele está vazio e precisa de mais comida.

Evitar os maus hábitos alimentares é uma forma de preservar a sua saúde. Fique de olho em nosso blog para mais informações sobre como a comida interfere no seu organismo.