Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe R$ 40,00

Canta para a gente, você já parou para pensar que existem diferentes tipos de castanhas e que, muito provavelmente, você já provou algumas delas? De cabeça não consegue lembrar os nomes? A gente te conta as mais consumidas e já te esclarece porque é legal te-las em sua rotina alimentar!

Para começar, as castanhas e nozes são grandes aliados da alimentação equilibrada. Podem ser aperitivos, podem ser misturados em pratos completos ou até em sobremesas. Existem muitas possibilidades e muitos tipos de castanha para você introduzir na sua rotina alimentar. Vamos trazer aqui algumas opções de castanhas e formas de introduzir em saladas fáceis de fazer.
 

1. Castanha do Pará

A castanha do pará é uma das queridinhas do país. Rica em vitamina E e B, selênio e zinco, é indicado que seja ingerida até no máximo 10g distribuído ao longo semana. As castanhas no geral são ótimas fontes de proteínas, indicadas para consumo de gestantes.

Ele pode estar presentes em granolas e pães integrais. Se você tem costume de fazer pães ou torradinhas, pode acrescentar pequenos pedaços da castanha do Pará, cortadas em pequenas fatias, no meio da massa. Assim como pode ser adicionada a receitas de bolo de chocolate, bolo de maçã e até bolo de banana.

Mas uma ótima pedida para acrescentar essa oleaginosa a sua dieta é a salada! Então anote essa dica de salada deliciosa:

Algumas castanhas em superfície de madeira e logo acima uma descrição do tipo e logotipo.

  • rúcula, 1 maço;
  • alface, 1 maço;
  • uvas roxas 1 xícara;
  • tomate cereja, 1 bandeja;
  • castanha do Pará, 1 xícara.

Pique os ingredientes como preferir e misture em uma tigela grande.
 

2. Castanha de Caju

A castanha de caju, também muito amada é cheia de fibras, gordura boa e muitas vitaminas. Nutrientes como zinco, selênio e vitamina E são fundamentais para a proteção da pele, além de fortalecer o crescimento das unhas. Por ter bastante calorias, não é indicado o consumo em grandes quantidades.

Além de ser um delicioso aperitivo, essa parte do caju pode ser consumida em saladas, usada para fazer doces como pavês, e acrescentada em risotos.

Foco em múltiplas castanhas acima nome da castanha e logotipo.

Fica aqui nossa dica de salada, é só misturar os ingredientes e temperar a gosto:

  • castanha de caju torrada picada, 3 colheres;
  • vagem picada cozida, 250 g;
  • suco de limão, 1 colher;
  • capim santo, 2 bulbos fatiados;
  • pimenta dedo de moça, 1 unidade.
     

3. Noz

As nozes possuem vitaminas C, E, zinco, potássio e muito mais. Por ter grande teor calórico, é indicado que, no máximo, sejam consumidos de 6 a 10 nozes por dia.

Os benefícios das nozes são muitos, mas entre as oleaginosas é a que tem maior poder antioxidante que previnem doenças e o envelhecimento precoce.

Várias nozes juntas, no topo da imagem há o nome da castanha e logotipo.

A noz já é muito usada em doces, pode ser combinada com queijo brie e mel, mas também pode ser adicionada a uma caponata de berinjela, a uma salada e também fica ótimo com massas integrais e risotos.

Nossa dica de salada com noz é essa:

  • rúcula, cerca de 10 folhas;
  • escarola. cerca de 6 folhas;
  • alface crespa. 1 maço;
  • alface lisa. 1 maço;
  • meia cebola picada;
  • nozes picadas, 1/2 xícara.
     

4. Amêndoas

As amêndoas também são ótimas fontes de vitaminas, proteínas e fibras. Para quem gosta, pode ser consumida in natura, mas pode ser preparada de outras formas para diferenciar. Muito bem quista por quem segue dieta vegana, esse tipo de castanha resulta em um leite vegetal super saboroso. Já experimentou?
Normalmente cortadas em lascas, podem ser adaptadas para diferentes gostos. Acrescentar a amêndoa numa salada, num prato de macarrão e até comer somente ela pode saciar a fome. Mas se quer ideias para inovar, experimente acrescentar amêndoas na receita de coockies de chocolate branco, ou no bolo de coco.

Essa salada é um clássico: conheça a receitinha da salada caprese com amêndoa:

  • queijo muçarela;
  • tomate cereja cortado ao meio;
  • rúcula;
  • amêndoa laminada;
  • pimenta moinho.
     

5. Avelãs

Quem nunca quis comer uma nutella que atire a primeira pedra, mas você sabia que grande parte da delícia que é essa sobremesa nada saudável vem do sabor das avelãs? Pois é!

Zoom em várias avelãs juntas, seu nome e logotipo da panelinha fit.

As avelãs já são uma opção menos usada em pratos e refeições, mas vamos ver agora algumas formas de adapta-las em receitas fits e saudáveis.

Ricas em fibras, vitaminas, ferro e etc, as avelãs, e elas podem ser consumidas cruas, assim como as outros tipos de castanhas que citamos. Então, que tal adicionar avelãs a sua salada ?

  • alface, 1 maço;
  • vagem cozida, 300g;
  • ovos cozidos, 3 unidades;
  • avelã tostada, 1/2 xícara;
  • suco de limão, 250ml;
  • mostarda dijon, 2 colheres de chá.

Por ser o ingredientes principal do creme de avelã, ela é muito associada a receitas como bolos e tortas de chocolate. Além de adicionar no brownie, que é a forma mais usada, o leite de avelã também é bem consumido.
 

6. Amendoim

O amendoim é um antioxidante natural, cheio de gorduras boas, de vitaminas e do complexo B e E. É o mais conhecido e consumido entre os Brasileiros. Com certeza, você já petiscou um pouquinho de amendoim, ou comeu pasta de amendoim.

Para fazer a pasta de amendoim é fácil, basta triturar até assumir a textura desejada. Experimente rechear sua panqueca de banana com a pasta de amendoim. Mas voltando para as saladas, aqui está nossa dica:

  • Amendoim torrado sem pele, 1/4 xícara
  • Alface americana, 1/2 maço
  • Alface roxa, 1/2 maço
  • Laranja-da-Baía cortada em gomos, 1 unidade.
     

7. Pistache

Essa oleaginosa é rica em vitamina B6, tem gorduras saudáveis, é ótimo para regular o açucares no sangue, por isso é associado a prevenção de diabetes. Em contrapartida, está presente em diversas sobremesas e sorvetes. Mas o pistache também pode ser consumido puro, ou numa salada:

  • espinafre, 1 maço;
  • queijo branco, 80g;
  • pistache, 1/2 xícara.
     

Viu só, não é difícil introduzir castanhas em sua alimentação. A maioria delas pode ser consumida in natura, temperadinha como petisco e claro, podem ser adicionada em deliciosas saladas. Se não tem o costume ou seu paladar ainda não está adaptado, vá aos poucos, escolha um tipo de castanha para começar a consumir e quando você ver, já vai conhecer o sabor de todas!

Gostou dessas dicas? Então continue acompanhando o blog da Panelinha Fit, aqui você encontra diversas dicas e aprende muito sobre como ter uma alimentação equilibrada!